Skip to content

Cecil Beaton em My Fair Lady

outubro 13, 2010

Incrível mesmo a relação de Audrey Hepburn com a moda em todos os seus filmes. Já falei aqui de Funny Face e da colaboração do fotógrafo Richard Avedon no filme. Agora é a vez de Minha Bela Dama (My Fair Lady, 1964), clássico de George Cukor com figurino e mise-en-scène do grande Cecil Beaton. Revi o filme ontem e fiquei encantada com a beleza e ostentação dos cenários e das roupas dos personagens.

O filme foi adaptado do musical homônimo da Broadway – que por sua vez foi adaptado da obra de Bernard Shaw – e conta uma típica história de cinderela: uma florista pobre (Audrey Hepburn), na tentativa de virar uma dama, começa a ter aulas de fonética com o professor Higgins (Rex Harrison), um linguista inglês pomposo e misógino. O resultado vocês podem imaginar, eles se apaixonam e ela se transforma na mais fina das damas da sociedade inglesa.

A adaptação ganhou diversos oscars, entre eles o de melhor filme, o de melhor direção de arte e o de melhor figurino. E não é pra menos. My Fair Lady é um dos trabalhos mais importantes de Cecil Beaton no cinema. Separei aqui a minha cena preferida do filme, a da corrida de cavalos. Reparem nas cores, nos movimentos e na perfeição de cada detalhe.

Os figurinos de Audrey no filme são um capítulo a parte. Um dos mais importante é esse abaixo, que ela usa na corrida de cavalos, um exuberante vestido branco justo, cheio de rendas, babados e com laços e tiras em preto e branco. Para complementar, um exagerado e enorme chapéu e uma sombrinha. É aquele tipo de coisa que só os tempos de magia e fantasia hollywoodiana eram capazes de criar.

Cecil Beaton também ficou famoso pelos seus retratos de famosos e pessoas comuns (veja alguns deles aqui), o que o levou a trabalhar para a Vogue em Londres e Nova York.

Audrey Hepburn por Cecil Beaton

Ouvi dizer que a Columbia Pictures está preparando uma nova adaptação do filme, dessa vez dirigida por John Madden e com Carey Mulligan fazendo o papel de Audrey. Vamos esperar para ver.

2 Comentários leave one →
  1. outubro 13, 2010 5:40 pm

    Carey Mulligan? Achei pertinente.

    Nesse finde vi Quando Paris Alucina, que nem de longe é tão bom quanto esse.

    =*

  2. outubro 14, 2010 7:02 pm

    Acho que existem alguns clássicos que não deveriam ser mexidos. My Fair Lady é um deles. Para que fazer uma adaptação? Acho bobo e desnecessário. O filme original é tão bom, acho mais relevante (e interessante) rever o clássico!

    Beijo!
    Camila F.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: