Skip to content

Subcultura dos anos 30 e 40: zoot-suits

maio 12, 2010

O conceito de antimoda costuma dizer respeito à moda de rua, principalmente da forma como ela surgiu nas décadas de 50 e 60 com as tribos jovens, como os mods, beatniks, hippies etc., que criavam um estilo que não seguia os moldes da passarela, mas sim os signos que os identificavam entre si. Porém, pesquisando arquivos antigos e livros para a matéria do New Look, acabei descobrindo uma autentica antimoda anterior a esse período, quando ainda nem se usava esse termo, eram os chamados zoot-suiters.

Nos Estados Unidos, jovens negros e hispano-americanos do Harlem e de Los Angeles não sentiam que a Segunda Guerra Mundial dizia respeito à realidade em que eles viviam. Nessa época, o preconceito era muito maior e, consequentemente, a marginalização. Nesse contexto, no final da década de 30, surge um estilo pouco patriótico que se valia de uma grande quantidade de tecido, indo contra as regras de racionamento impostas pela Alemanha nazista aos Estados Unidos e à Europa. As jaquetas iam até os joelhos, os ombros eram enormes, as calças super largas tinham pregas e a cintura ia quase até o peito. De fato, era tudo o que as regulamentações contra o uso excessivo de tecido diziam para não fazer. Para combinar com o exagero das roupas, usava-se sapatos pontudos, longas gravatas, correntes penduradas e chapéus bem grandes. O estilo era considerado tão ofensivo que constantemente os zoot-suiters eram espancados por policiais, que os consideravam cidadãos fora da lei com seus ternos subversivos.

Mais tarde, o zoot-suit foi adotado por astros de Hollywood que curtiam fazer  a linha bad boy, como Frank Sinatra e Danny Kaye. Filmes de gangsters popularizaram o estilo, glamourizando-o. Na Inglaterra, os chamados Teddy Boys adaptaram os zoot-suits ao seu estilo edwardiano, adicionando coletes e bootlace ties. Nos guetos, surgiu uma variação denominada ‘spivs’, que denominava os jovens que vestiam ternos ostentosos com lapelas compridas, o que fez com que eles ficassem conhecidos como wide boys. Para completar o look, chapéu ‘trilby’ e um bigode fininho.

Em Paris, os equivalentes aos ‘spivs’ eram chamados de zazous. Eles usavam ombros bem grandes, jaquetas compridas e calças justas. Esse nome foi usado também para denominar o estilo feminino composto por meias listradas, mini-saias e casacos de pele. Tanto os homens quanto as mulheres usavam óculos escuros e carregavam guarda-chuvas.

Até hoje o estilo é associada a mafiosos e malandros nos filmes e no imaginário coletivo. Um bom exemplo é Dick Tracy, filme de 1990 dirigido por Warren Beatty, inspirado nos quadrinhos de mesmo nome da década de 30.

Para saber mais sobre o zoot-suit, recomendo também esse artigo aqui.

5 Comentários leave one →
  1. maio 13, 2010 11:52 am

    adoro teddy boys, vou nem mentir!! HAHAHAHAHAHAHAHAH eu não sabia dos spvis, agora estou mais culta =) obrigada! ahaha =***

  2. maio 13, 2010 4:10 pm

    Frank Sinatra amaaaaava!!! Devia ter uns 20!

  3. maio 14, 2010 8:52 am

    A própria moda cria seus antagonistas, e todo estilo acaba se adaptando à sua época.
    O melhor de ver os do contra é tentar entender o porquê deles e as consequências e possíveis mudanças que eles nos deixaram.
    De um forma ou de outra, a moda se prolifera e molda seus personagens, mesmo alguns nem se dando conta disso e da própria importância pra história.

  4. maio 16, 2010 6:47 pm

    O estilo dos rappers americanos (pimp), e até mesmo do malandro carioca tem a ver, não? De qualquer forma lembra muito!
    Também nunca tinha ouvido falar em spvis, agora estou mais culta. Obrigada :) [2] haha
    (“Para completar o look, chapéu ‘trilby’ e um BIGODE FININHO.” Entendi o bigodinho “vem-cá-meu-puto” ! hahahahaha)

    Obrigada pelo link! <3

    Beijos!

Trackbacks

  1. Depp Lovers: blog! » O Traje do Lobo (Into the Woods)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: