Skip to content

Richard Avedon em Funny Face

dezembro 16, 2009

Essa semana revi Cinderela em Paris (Funny Face, 1957) e não acreditei como só agora eu soube que o personagem de Fred Astaire, um fotógrafo de moda, é inspirado em Richard Avedon e que ele foi consultado durante todo o filme. Essa informação aparentemente trivial mudou bastante a minha percepção sobre a obra e me fez entender melhor porque algumas cenas foram congeladas daquele jeito.

Avedon, que trabalhou durante muitos anos em publicações como Harper’s Bazaar e Vogue, foi um dos responsáveis por criar movimento nas fotografias de moda, nos anos 50, dando uma maior naturalidade às imagens.

Isso é facilmente visto durante todo o ensaio em que Astaire fotografa Audrey Hepburn. Depois de conseguir um movimento natural, Avedon, por vezes, modificava a cor das fotos, como é visto nessa bela sequência:

 

Além disso, ele também foi o responsável por fazer o primeiro ensaio fotográfico de moda fora de um estúdio. O resultado foi a modelo Dovima (que inclusive aparece no filme fazendo ela mesma) cercada de elefantes com um vestido da primeira coleção de Yves Saint Laurent para Dior:

 

Richard Avedon - Dovima with Elephants (1955)

 

Cinderela em Paris é um dos poucos filmes da época filmado em uma locação, apesar das imagens de Paris parecerem muitas vezes um cenário de estúdio. Pura magia hollywoodiana.

 

O filme é também um divertido retrato da moda dos anos 50, quando as tendências ainda eram super pré-definidas, o new look de Dior dominava e as mulheres tinham que estar sempre bonitas e elegantes para seus maridos.  O figurino de Audrey foi feito por Givenchy, seu estilista preferido, apesar de nos créditos aparecer o nome da figurinista Edith Head ao invés do dele. Na história, Kay Thompson faz o papel de editora de uma revista de moda que está em busca de uma garota bonita e inteligente para ser a nova cara da publicação. Ela e o fotógrafo interpretado por Astaire acabam encontrando Hepburn em uma pequena livraria e fazem de tudo para transformá-la em uma modelo, levando-a para fotografar e desfilar em Paris. Astaire e Hepburn, claro, formam o par romântico.

Avedon morreu em 2004 e alguns de seus trabalhos podem ser vistos em seu site oficial.

 

Marilyn Monroe por Richard Avedon (1957)

 

Nada como ser um gênio!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: