Skip to content

Novos ares

outubro 21, 2009

kate

Pois é, amigos, o duodeluxo está de cara nova. Depois de dois anos no blogger (contando com o nosso antigo bloguinho, quando ele ainda se chamava Runway), resolvemos finalmente tomar vergonha na cara e migrar para o wordpress. O motivo principal dessa mudança é que a gente estava ficando muito frustrado por não poder colocar fotos grandes lá e moda com fotos pequenas não dá! Então aqui, pra descontar nossa frustração, vamos colocar as fotos mais lindas que a gente achar por aí bem grandes, como deve ser. Mas devo admitir que uma coisa que me prendia ao blogger era a idéia de virar blogueira oldschool!

***Pra comemorar essa nova fase, eu ressuscitei um texto de felix de novembro de 2007 que, apesar do tempo, permanece super atual e é um dos meus preferidos do nosso blog de todos os tempos. Bjs.

pirelli20067 copyKate valorizando um cigarro
sobre um bom modelo, sempre dizem que ele tem que valorizar a roupa. fiquei meia hora encantado com essa idéia de uma pessoa que valoriza a roupa. essa coisa de uma pessoa que é uma espécie de cabide vivo, sei lá. sempre vemos também aquela coisa de gente que se destrói tentando seguir moda usando coisas que não lhe favorecem.

existe então o pressuposto de que, existem roupas que valorizam a pessoa e, como os modelos, existem pessoas que valorizam a roupa. é claro que as duas coisas não são autoexcludentes – principalmente no caso dos modelos. mas podemos perceber, principalmente em nós mesmo, qual dessas duas características predomina.

pessoalmente, como apreciador de moda “como um meio de expressão que se esgota em si mesmo” acho que valorizar a roupa está num patamar superior ao de “ser valorizado pela”, apesar de o propósito fundamental da roupa que se compra para vestir ser justamente este.

no entanto, existe aqui um detalhe interessante: o termo valorizar não é tão apropriado quanto “favorecer”. melhor falar de pessoas que ou favorecem a roupa ou são favorecidas por ela, já que se uma roupa favorece a pessoa, de certa forma ela passa ter mais valor já que a maioria das pessoa quer ser favorecida.

a pessoa que valoriza/favorece a roupa é aquela que, desculpem se parecer muito incompreensível, em vez de parecer ter vestido a roupa parece estar sendo vestido por ela, uma simples camiseta revestindo a pessoa, uma calça acomodada por sobre as pernas.

o contrário, a roupa que favorece a pessoa parece fazer parte dela, um vestido inventa um corpo melhor pra uma mulher, uma calça que alonga um pouco mais a sua perna uma cor que VALORIZA os seus olhos.

tentei pensar em exemplos.  no mundo da moda quando se fala em exemplo, seja lá do que for, eu penso em kate moss. desculpem, sou fã! acho que ela (obviamente) valoriza muito a roupa, e a acho um exemplo tão definitivo que não preciso citar uma pessoa valorizada pela roupa. é só vc pensar no contrário da kate moss.

um personal stylist por exemplo, deve procurar roupas que valorizem a pessoa. pensei na rachel zoe, nas coisas incríveis que ela faz vestindo essas mulheres por aí, e em como isso deve ser complicado. mas ela faz coisas incríveis, não só com as roupas, mas com as pessoas (vide o exemplo de keira knightley).
como se pode ver, ser valorizado pela roupa é uma coisa que se pode comprar. valorizá-la a gente deixa pra kate e pra só mais umas duas pessoas que eu conheço. até!

p.s. existem dias também em que vc se sente em guerra com o seu guarda-roupa e preferiria sair nu valorizando a si mesmo. bjs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: