Skip to content

America’s new sweetheart

agosto 13, 2009

A nova queridinha dos EUA é britânica, apresenta um programa na MTV, namora o Alex Turner (vocalista do Arctic Monkeys) e virou ícone da moda com seu estilo hi-lo. A moça atende pelo nome de Alexa Chung e já pode ser chamada de “it girl”, por que não?

Desde que o termo surgiu, mais ou menos em 1926 para descrever a atriz Clara Bow, nova estrela do cinema mudo hollywoodiano na época, extenderam o seu significado não apenas para as estrelas do cinema, mas para mulheres da sociedade, da arte e da moda que apareciam na Vogue e estavam sempre nos lugares mais legais, rodeadas de pessoas interessantes e influentes.

Clara Bow, a "it girl" por excelência

Claro que a concepção do termo mudou com o passar dos tempos, devido às mudanças sociais, culturais e à ascensão das celebridades midiáticas. Mas no geral, o que define uma “it girl” é a sua capacidade de atrair a atenção por onde passa, um mix de auto-confiança, presença e personalidade, uma coisa de áurea mesmo, difícil de explicar. Na época do lançamento do filme “It”, que popularizou o termo e transformou Clara Bow numa estrela, a escritora e roteirista Elinor Glyn assim definiu o “IT”:

 

“IT” is that quality possessed by some which draws all others with its magnetic force. With “IT” you win all men if you are a woman—all women if you are a man. “IT” can be a quality of the mind as well as a physical attraction.

e

Self-confidence and indifference whether you are pleasing or not—and something in you that gives the impression that you are not at all cold. That’s “IT”.

O personagem de Bow no filme é um misto de mocinha ingênua e femme fatale e se destaca por ter algo que ninguém sabe explicar muito bem, o “it”.

Já nos anos 60, ser uma “it girl” significava ter status social, dar grandes festas com pessoas legais, bonitas e inteligentes, aparecer nas capas das principais revistas de moda e flertar com o rock and roll e o cinema. A garota que contemplava todas essas características era Jane Holzer, ou simplesmente Baby Jane. Ela era casada com o ricaço Leonard Holzer, tinha um apartamento enorme no lugar mais badalado de Nova York na época, a avenida Park, dava as melhores festinhas da cena, era modelo e amiga de pessoas do naipe de Mick Jagger e Andy Warhol (com quem inclusive fez alguns filmes underground).


Todo mundo queria ser Baby Jane e ficava fascinado com o seu jeito despojado, pouco preocupado com a alta sociedade e o stablishment. Como bem descreve Tom Wolf no texto “A garota do ano”: “Seu estilo de vida criou sua fama – rock and roll, filmes underground, modelos, fotógrafos, calças de strech, cabelo pré-rafaelita, Le Style Camp. Tudo isso tem um denominador comum. Houve um tempo em que o poder é que criava alto estilo. Mas agora o alto estilo vem lá de baixo, de gente que não tem poder, que se esquiva dele, de fato, que é marginal, que inventa mundos para si mesma nas profundidades mais abismais, em ‘undergrounds’ maculados.” Sem dúvidas estavamos diante de um novo tipo de glamour.
Agora temos uma “it girl” que se destaca pelo comedimento ao se vestir, que se apropria do estilo que está na crista da onda, o novo hi-lo, que consiste em coordenar peças como um vestido H&M com uma bolsa e um sapato Chanel. É aquela coisa de não sair montada de grife porque é meio cafona, sabe? No quesito se vestir bem acho que a Alexa domina mesmo:

Mas como não só de estilo vive uma “it girl” moderna, vamos conferir a lista de namoros/rolos que ela já teve/tem: James Righton (vocalista do Klaxons), Faris Badwan (vocalista do Horrors). David Titlow (fotógrafo), Josh Hartnett (é boato, mas sei lá, né) e Alex Turner são alguns dos nomes. 

O atual, Alex Turner, fez até uma música em sua homenagem no novo cd dos Monkeys, intitulada “Fire And the Thud”. Olha só que casal fofo:

Alex & Alexa

Namorar rockstar é essencial no currículo de qualquer “it girl” que se preze, não é mesmo?

 

Porém, entre tantas “it girls” que já ficaram famosas por aí, minha favorita continua sendo:

Kate Moss = hors concours

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: