Skip to content

Histórias de Elle

maio 24, 2009

Pra quem não sabe, tá rolando no cine MuBE um especial só com filmes sobre moda. O ciclo começou no dia 9 de maio e vai até o dia 27 de junho, acontecendo um sábado sim, outro não.

Ontem fui ver um dos filmes da mostra, intitulado Histórias de Elle (Histoire(s) D’Elle, França, 2005). Dirigido por David Teboul, o filme conta a história dos 60 anos da revista Elle de uma forma bastante inusitada e divertida. Ao invés de fazer um documentário óbvio contando a história da revista a partir de depoimentos, o diretor optou por dar vida a algumas das seções que tornaram a revista famosa, como as cartas das leitoras, as receitas de culinária e as reivindicações em momentos importantes da história.

Enquanto a editora vai respondendo as cartas de diversas leitoras ao longo dos anos, vai se mostrando o percurso de Elle ao longo das décadas, desde a sua fundação, em 1945, até o ano de 2005. As décadas são ilustradas com imagens de arquivo da revista, mostrando os anceios de cada época e as evoluções da mulher, tanto no vestuário quanto nas suas relações afetivas e profissionais. Com isso, dá para entender um pouco da relação entre Elle e seu público e a importância desse tipo de publicação para a criação de uma certa identidade feminina, muito além de um simples guia de moda.

As intervenções das receitas de culinária são particularmente engraçadas: uma atriz prepara os pratos cantando músicas inspiradas nas receitas, em um tom irônico tipicamente francês. O filme, inclusive, é bastante musical, cada década recebe uma interpretação a partir de músicas com letras que tem a ver com a época. Tem também alguns depoimentos, como os de Christian Lacroix, Catherine Deneuve, Jean Paul Gaultier e Karl Lagerfeld, mas esse não é o mote principal da história. O foco são as diferentes leitoras de Elle, seus desejos, suas complexidades e dúvidas.

Filme imperdível para qualquer amante de moda. As imagens de arquivo são riquíssimas, como exemplo as capas de Brigitte Bardot quando ela ainda nem era uma grande estrela de cinema.

David Teboul também dirigiu outros dois filmes que estarão na mostra: Yves Saint Laurent 5, Avenue Marceu 75116 Paris e Yves Saint Laurent, le temps retrouvé.

Para saber mais sobre o evento e não perder as próximas sessões é só entrar no site do MuBe, lá tem os horários, datas e sinopses dos filmes.

One Comment leave one →
  1. Stuart permalink
    maio 24, 2009 6:48 pm

    que dica otima,Aline,amei e vou ver se consigo ir,acabo de publicar no blog uma expo do YSL,mas essa infelizmente ficara em cartaz somente no Rio :-(
    Ah,to te seguindo via Twitter…hhahahah
    bj,Stuart

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: